Linguagem clara: o que isso tem a ver com UX?

[Montagem]Menina pensativa olha uma árvore cuja copa é feita de balões de dialógos com textos e imagens, semelhantes a layout

Por Alexandre Berbe

Hoje vamos explicar o conceito de Linguagem Clara (e o que isso tem a ver com UX).

Primeiro, um desafio: tente se lembrar da última vez que teve dificuldade para entender um texto. Palavras desconhecidas, jargões, linguagem intrincada…

Por muito tempo, essa era uma situação comum no contexto legislativo, jurídico e órgãos do Poder Executivo. Historicamente, a linguagem predominante era rebuscada, técnica e verborrágica.

Resultado: uma escrita hermética que poucos conseguiam decifrar.

[Montagem] Homem parado diante de esfinge que sorri, estão no deserto.
[Montagem] Homem parado diante de esfinge que sorri, estão no deserto.

Buscando tornar a informação acessível e democrática, começaram a surgir iniciativas para o uso da Linguagem Clara (ou Linguagem Simples).

Um dos precursores dessa ideia foi George Orwell. Em 1946, ele fez um manifesto em defesa de uma linguagem mais clara e concisa no Reino Unido.

Nos EUA, as primeiras propostas de “Plain Language” surgiram na década de 1970. Em 2010, Barack Obama criou a lei para um governo mais aberto e transparente em que a Linguagem Clara tinha papel fundamental.

No Brasil, o assunto começou a ter destaque após a criação da Lei de Acesso à Informação, em 2011. É possível encontrar iniciativas de uso da Linguagem Clara no Paraná, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e São Paulo, por exemplo.

Todos podem se beneficiar com textos mais fáceis de ler e entender.

A acessibilidade, inteligibilidade e legibilidade de textos são três qualidades desejáveis em textos que visam uma boa experiência em produtos e serviços digitais. Tudo a ver com UX, não é?

Quer um exemplo?

Veja como o pessoal da Conta Azul fez para facilitar o entendimento dos seus termos de uso.

Texto original e sua tradução para linguagem clara. Tópico "Das garantias limitadas" seguido do texto descritivo.
Texto original e sua tradução para linguagem clara. Tópico "Das garantias limitadas" seguido do texto descritivo.

“Tornar a escrita mais clara e de fácil compreensão não significa utilizar uma gramática diferente. Não provoca perda de qualquer parte da mensagem, mesmo em documentos legais ou altamente técnicos. A linguagem clara é simplesmente o método mais eficiente da comunicação escrita, trazendo benefícios da compreensão, retenção, rapidez de leitura e perseverança.”

(Elza Maria Ferraz Barboza, 2016)

Saiba mais sobre o conceito e iniciativas de Linguagem Clara:

  • Artigo da Elza M. F. Barboza: bit.ly/artigoElza

Talvez você queira ler "O que aprendi com o meu filho sobre linguagem simples".

: )

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store